7º GBM

sábado, 28 de outubro de 2017

Sétimo Grupamento atua em acidente aeronáutico com cinco vítimas em Itaituba.

O acidente aeronáutico ocorreu por volta das 18:15 horas do dia (22) domingo.



O que era pra ser um dia de comemoração se transformou em um dia de tragédia e comoção para os aviadores e toda sociedade Itaitubense.

Em uma programação que é realizada todos os anos para comemorar a data ,vários pilotos realizam manobras ousadas e arriscadas para comemorar o seu dia, a apresentação havia começado por volta de meio dia e transcorreu por toda a tarde e já ao término das apresentações a aeronave monomotor do tipo Cessna 210 que além do piloto era ocupada por mais quatro pessoas ao realizar sua última manobra rasante caiu em uma área próxima ao Aeroporto Municipal.

Os ocupantes da aeronave morreram no momento da queda, deixando corpos e fuselagens espalhadas pelo chão, transformando o local em um verdadeiro cenário de guerra que em seguida ficou tomado por uma grande quantidade de curiosos.



Uma força tarefa formada Pelo Corpo de Bombeiros ( 7° GBM ), Policia Militar e Samu chegaram de imediato, realizando no local o isolamento da área para a retirada da grande quantidade de populares que se encontravam ali realizando filmagens e tirando fotos do triste ocorrido, e posteriormente os Militares do 7° GBM, Samu e IML trabalharam incessantemente na remoção dos corpos das vítimas.

As vítimas:

Piloto: Diego Kroetz, Co-piloto: Weverton Marinho, Passageiros: Belania Dantas, Rosa Werlang e Josenilde Oliveira.


Os corpos foram levados para a unidade regional do Centro de Perícias de Itaituba para passar por necropsia e posterior liberação para serem velados e sepultados por familiares e amigos.

Fonte: 5° Seção do 7° GBM

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Centro educacional realiza visitas as instalações do 7° GBm/itaituba.


Dentre as profissões com maior aceitação entre os brasileiros, ser Bombeiro é o sonho de muitas crianças distribuídas entre os quatro cantos do Brasil que consideram esta uma profissão que inspira credibilidade e profissionalismo.

Em qualquer lugar do mundo o Bombeiro é visto como um herói que chega sempre para salvar. Esta dedicação e abnegação do Bombeiro que arrisca a sua vida pra salvar a de outra pessoa seja em incêndios, na água, nas alturas ou na terra, exemplifica o desejo de ajudar aquele que necessite.

Visando esta afirmativa o Centro Municipal de Ensino Infantil Marcelle Ayala Ferreira Figueira (Cecezinha), realizou durante os dias 26 e 27 do corrente mês visitas ao 7° GBM/Itaituba, as visitações fazem parte da programação extra-classe do educandário da Semana Nacional do Trânsito.

O Grupamento foi escolhido pelo corpo docente por ser uma entidade que vivência em suas atividades laborais diariamente ocorrências de acidentes no trânsito e também tem um trabalho de conscientização com palestras educacionais.

No quartel, os alunos foram recepcionados pela guarnição de serviço que instruiu as crianças quanto ao funcionamento dos equipamentos, o procedimento em caso de ocorrências e apresentaram as instalações do prédio, salientando sempre a importância da prevenção. Ainda durante a oportunidade, os alunos tiveram espaço para realizarem perguntas que reforçam o aprendizado de forma divertida, e ainda podem fazer um pequeno passeio a bordo das viaturas do Grupamento, momento mais esperado da visita.

O Ten Cel Ney Tito da Silva Azevedo comandante do Grupamento ressalta a importância de se educar para construirmos uma sociedade mais consciente e criar adultos responsáveis, ainda deixa as portas da instituição abertas para as escolas e sociedade em geral que queiram realizar visitas e vivenciar como é o dia a dia do Corpo de Bombeiros Militar.
Fonte: BM 5 do 7° GBM

sábado, 15 de julho de 2017

7° Grupamento alerta: Atear fogo em vegetação é crime.


Incêndio florestal é todo fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo ser provocado pelo homem (negligência ou imperícia), ou por causa natural (como descarga elétrica ou raio). Clima seco em que a umidade do ar não ultrapasse 20% influencia bastante para a incidência desse tipo de ocorrências. No período de estiagem aumenta consideravelmente o número de ocorrências de fogo em vegetação no município de Itaituba.

 O 7° Grupamento alerta para o perigo da prática do uso do fogo para queimadas seja de lixo doméstico ou vegetação, pois se fugir de controle como geralmente acontece no perímetro urbano poderá causar danos materiais, ambientais e até mesmo causando morte. Se por ventura algo assim acontecer o autor será responsabilizado criminalmente, e todas as medidas cabíveis ao caso podem ser tomadas.

No ano que foi registrado o maior índice de ocorrências desta natureza foi em 2015, nos meses de agosto, setembro e outubro número recorde até hoje, totalizando 142 atendidas por este Grupamento e este início de estiagem não está sendo diferente onde inúmeros casos já foram atendidos. O Grupamento conta com viaturas equipadas para atender esse tipo de ocorrência mais o que geralmente demanda muitas vezes o emprego de uma quantidade maior de efetivo e toma bastante tempo, sendo assim muitas vezes os militares podem estar empenhados em um fogo em vegetação enquanto um incêndio em residência pode estar ocorrendo.

Provocar incêndio em mata ou floresta é crime ambiental, previsto no Art. 41 da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), com Pena de reclusão de 2 a 4 anos, assim como causar incêndio expondo a vida, integridade física ou patrimônio de outro a perigo sujeita o infrator a reclusão de 3 a 6 anos (Art. 250 do Código Penal). Portanto a prática de uso de fogo na vegetação é autorizada apenas em locais ou regiões peculiares de práticas agropastoris ou florestais, mas somente com autorização do órgão ambiental competente que irá repassar todas as orientações de segurança devidas. 

Desta forma, o Corpo de Bombeiros orienta a população em geral a não realizar o emprego do fogo como técnica para queimada de lixo doméstico ou vegetação, principalmente dentro do perímetro urbano, em que coloque em risco vidas ou bens materiais.





Fonte: 5° seção do 7° GBM.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Militares do 7° GBM intenssificam treinamentos visando a chegada do Veraneio.



O período de verão amazônico está apenas começando e com o forte calor uma das melhores opções para se refrescar é o rio Tapajós, mas isso também representa um risco muito grande de afogamento, principalmente na temporada de veraneio.

Com o objetivo de fazer a segurança dos banhistas na temporada de praia, o Corpo de Bombeiros está realizando uma serie de treinamentos que servirão para o atendimento ao publico em caso de necessidade e aprimoramento do condicionamento físico.

O aquecimento inicia logo cedo ainda no pátio do batalhão, em seguida os militares seguem para os treinamentos na piscina ou nas águas do rio Tapajós onde exige muito mais esforço dos militares.
 

Na piscina os guarda vidas aprimoram as técnicas de salvamento de vítimas de afogamento com ou sem o uso de equipamentos.
 
Para um verão de tranquilidade e diversão o Corpo de Bombeiros faz recomendações aos banhistas:
 
* Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o banho;

* Evitar áreas perigosas, a exemplo das “bocas de rio” ou sinalizados como perigosos;

* É preciso também estar bem hidratado e evitar a ingestão de comidas pesadas, de difícil digestão;

* Não ultrapassar a área demarcada para os banhistas evitando locais de maior profundidade;

* Evitar brincadeiras de empurrar e saltar sobre os outros pois, nem todos sabem nadar ou até mesmo podem se acidentar;

* Não pular de galhos de árvores, pontes, pedras, lajes e despenhadeiros as margens do rio;

* Também é bem comum entre os casais um imaginar que o outro está de olho nas crianças e na verdade ambos estão distraídos e como as crianças são afoitas qualquer descuido pode ser fatal. Lembre Bombeiro não é babá, à responsabilidade sobre os filhos é dos pais;

* As embarcações que trafegam realizando o transporte de pessoas devem estar devidamente credenciadas assim como o piloto conforme normas da Marinha do Brasil, e uso dos coletes salva vidas é indispensável;

* As embarcações devem circular fora da área de fluxo dos banhistas para evitar acidentes.

Em caso de afogamentos, é necessário buscar imediatamente o guarda vidas para socorrer a vítima.
 

 


Texto: BM/5  7° GBM

devem ser evitadas, como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.wX3g9Zji.dpuf
devem ser evitadas, como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
devem ser evitadas, como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf
como as brincadeiras de empurrar a pessoa ou saltar sobre ela, como forma de trote, ou pular de árvores das margens dos banhados, de pontes, pedras, lajes e despenhadeiros. - See more at: http://secom.to.gov.br/noticia/121577/#sthash.5XogpkLu.dpuf

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Militar do CBMPA Conclui Curso de Geoprocessamento para Incêndios Florestal no CBMMT.



O 1º TEN Clebson Luiz Costa da Silva, Subcomandante do 7º GBM- Itaituba, concluiu o Curso de Geoprocessamento para Incêndios Florestais realizado no período de 15 a 20 de Maio de 2017. O Curso foi realizado no Estado do Mato Grosso e organizado pelo CBMMT durante a 1ª Semana de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Estado.

                                                                       
O objetivo da realização do curso foi capacitar civis e militares para atuarem durante a temporada de incêndios florestal com enfoque na área de monitoramento de focos de calor e áreas queimadas, bem como, subsidiar as ações de combate e perícias de incêndio florestais. O 1º Tenente Luiz destacou que: “A capacitação dos bombeiros militares para desenvolvimento das atividades de monitoramento florestal por meio de ferramenta de gestão do fogo visa efetivar não só as ações reativas, mas principalmente o planejamento preventivo na área de incêndios florestais e a retroalimentação do sistema como um todo. Vejo como importantíssimo os conhecimentos adquiridos no curso e pretendo disseminá-los no CBMPA o mais breve possível".

                               
O curso foi ministrado pelo Major do CBMMT Jean Carlos de Arruda Oliveira, Bacharel em Gestão de Riscos Coletivos- UFPA e especialista em Prevenção, Controle e Combate a Incêndios Florestais; pelo Engenheiro Sanitarista e Ambiental-UFMT Nathan Campos Teixeira, também Especialista em Prevenção, Controle e Combate a Incêndios Florestais e mestrando em Engenharia Ambiental pela UFSC e contou ainda com a participação do Tcel BM Barroso- CBMMT, grande especialista da área e aluno do curso. O curso contou com as seguintes disciplinas: Geoprocessamento e sensoriamento remoto, sistema de informação geográfica (SIG), softwares aplicados ao geoprocessamento, mapa de cicatriz de queimadas, monitoramento de focos de calor, provas práticas e teóricas, dentre outras. 

                           


Sabendo que a temporada de incêndios florestais no Estado do Pará se acentuam nos meses de julho a outubro, o 7º GBM Itaituba, iniciará os trabalhos preventivos e treinamentos ao corpo de tropa já no mês de junho. O objetivo é efetivar a questão do monitoramento já neste semestre e divulgar o trabalho realizado nas instituições do Oeste Paraense.

Texto: BM5/7º GBM

Fotos: 1º Ten Luiz